Na maioria das vezes é destinada a atender as mais diversas necessidades das empresas, tanto do 1º, como do 2º e do 3º setor. Segundo pesquisas, cerca de 70% das empresas no Brasil já foram vítimas de fraudes, alcançando mais de 2 bilhões de reais por ano por funcionários do comércio, notadamente os pequenos negócios, por não terem uma estrutura administrativa, financeira e contábil eficiente.

 

Às vezes são destinadas a terceiros, como nos referimos em noticia anterior em: https://binahauditores.com.br/2021/01/19/as-5-vantagens-de-uma-auditoria-contabil/

 

Também nesse mesmo artigo, citamos as vantagens de contratar uma auditoria contábil antecipadamente. O combate às fraudes e a transparência interna e externa são elementos importantíssimos para que a empresa possa manter a sua saúde financeira, item essencial para o seu crescimento.

 

Os trabalhos de uma auditoria externa começam com o mapeamento dos processos existentes e no setor financeiro incluindo, por exemplo:

  • A gestão do fluxo de caixa;
  • O pagamento de fornecedores;
  • A administração das contas a pagar e a receber;
  • A cobrança de clientes inadimplentes;
  • As conciliações e as transferências bancárias, etc.

 

O mesmo deverá ser efetuado nos demais departamentos ou setores das empresas, sendo seu objetivo condensar e esquematizar todos os procedimentos em um mapa de tarefas. Isto faz com que os fluxos de todos os processos empresariais sejam visualizados de forma mais clara.

 

Com o mapeamento pronto, a etapa seguinte é analisar cada uma das rotinas registradas, com o objetivo de estudar e identificar os riscos existentes. A fim de realizar uma análise minuciosa da cada tarefa, buscando erros e inconsistências que não estejam de acordo com o recomendado pelas boas normas de controles internos e contábeis.

 

A próxima etapa é avaliar se a empresa tem um sistema de controle interno que possa minimizá-los, e quais as ferramentas utilizadas para assegurar que suas atividades diárias não apresentam problemas e fluem de acordo com o previsto. Existem vários tipos de controles internos, cada um com suas funções específicas, como:

  • Orçamento;
  • Relatórios financeiros;
  • Coleta de preços;
  • Contratos;
  • Aprovações;
  • Autenticações eletrônicas;
  • Baixas;
  • Conciliações;
  • Revisões;
  • Carimbos, etc.

 

Poderemos oferecer, sem quaisquer compromissos, um diagnóstico gracioso da situação da possibilidade de desfalques aos 10 primeiros que nos contatarem, como também propostas para execução de serviços de auditoria, bastando nos enviar um seu balancete analítico, podendo ser através deste site em contatos, ou pelos e-mails: fiore@binahauditores.com.br e binah.rj@binahauditores.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *