Um dos principais desafios do 3º setor é o seu financiamento. Para receber recursos públicos e privados, é necessário comprovar sua idoneidade financeira, se bem que é você mesmo que pode fazer essa comprovação, através da transparência de seus atos e fatos passados.

Até pode ser pelo Relatório das Atividades do ano anterior, mas, melhor ainda se por meio de suas demonstrações contábeis para as quais existem meio de comprovar sua fidedignidade através do exame pelos auditores independentes.

Além disso, as entidades do 3º setor precisam comprovar que permanecem aptas a manter a isenção de impostos. Daí a necessidade de uma escrituração contábil regular, de qualidade e com informações que atendam a todos os usuários, em especial aqueles que as financiam.

A adoção de boas práticas contábeis trazem benefícios às organizações do terceiro setor. Citando algumas: segregação por projeto, remuneração do trabalho de voluntário assim como bem recebido em doação devem ser valorado e registrado na prestação de contas. Deve constar nas notas explicativas, entre outras, as isenções ou imunidades que precisam ser quantificadas.

Há mais entidades no Facebook do que com site, mais do que 70% dos sites visitados, não incluem suas demonstrações contábeis, impedindo uma boa transparência.

A legislação do 3º setor prescreve limites que devem ser adotados: Para remuneração, cálculo de gratuidade, proibição de distribuição de lucros, destinação do patrimônio no término das atividades, prestação de contas quando da utilização de recursos incentivados ou nas parcerias e convênios com o setor público. Também o controle das contrapartidas exigidas é motivo de preocupação. Na área contábil deve obedecer aos princípios da Lei nº 6404/76, alterada pela Lei nº 11.638/2007, da ITG 2002 (R-1) (Resolução nº 1.409/2012), NBC TG 1000 – Contabilidade para Pequenas e Médias Empresas, ou as normas completas (IFRS completas).

Conjunções entre o “Público” e o “Privado”

AGENTESFINSSETOR
PrivadosParaPrivados=Mercado
PúblicosParaPúblicos=Estado
PrivadosParaPúblico=Terceiro Setor
PúblicosParaPrivado=Corrupção
FERNANDES, R.C. Privado Porém Público: O Terceiro Setor na América. R. Janeiro:
Relume Dumará, 1994.

As 20 primeiras entidades que nos enviarem seu balancete analítico informaremos graciosamente se atende aos preceitos estipulados no Código Tributário Nacional, nas normas contábeis em vigor e em especial ao Ministério da Saúde.

Da pesquisa efetuada em 414 entidades do 3º setor obtida em

http://nossacausa.com/o-cenario-da-comunicacao-no-terceiro-setor/

ORIGEM DOS RECURSOS
Doadores PF51%
Eventos e promoções           36%
Doadores PJ34%
Venda serviços/produtos  28%
Convênio com o governo   27%
Termos de parceria25%
Editais públicos24%
Inv. social emp/fundações24%
Inc. governamentais              17%
Fund/órgãos internacion.11%

LEMBRE-SE: As 20 primeiras entidades que nos enviarem seu balancete analítico informaremos graciosamente se atende aos preceitos estipulados no Código Tributário Nacional, nas normas contábeis em vigor e em especial ao Ministério da Saúde

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *